O Poder do Benchmarking e Por Que Sua Empresa Deve Começar a Usá-lo pra Ser Mais Competitiva

Benchmarking: O Que é e Por que Sua Empresa Deve Começar a Usá-lo
Saiba o que é Benchmarking, qual importância e por que você deve começar a usá-lo na sua empresa para otimizar os resultados do seu Marketing.

👇🏾 O que você verá neste artigo:

Você talvez nunca tenha ouvido falar em benchmarking. Como a maioria dos termos do Marketing, é uma palavra em inglês muito utilizada para definir estratégias.

Nada mais é do que uma expressão derivada de “benchmark” que em português significa referência. Ou seja, analisar as empresas do mesmo segmento que o seu que são referências no mercado e entender quais estratégias são utilizadas.

Nosso papel é desburocratizar e tornar acessível esse mundo. Nesse artigo você vai poder conferir o que é e como aplicá-lo na sua empresa para otimizar seus resultados.

O que é Benchmarking?

No mundo do Marketing, dados também são muito importantes. Aprender a analisá-los de maneira eficaz é extremamente necessário para um bom posicionamento.

Em vez de ser um exercício inútil na análise de dados, o benchmarking pode ajudá-lo a identificar áreas em que você pode melhorar e tornar sua empresa mais lucrativa.

Assim, toda empresa interessada em melhorar o seu Marketing, deve fazer uma análise profunda das técnicas que trouxeram mais resultados para suas concorrentes.

Essa prática fundamental, não só possibilita estudar as empresas concorrentes, mas também, entender os processos internos de sua própria empresa. Tudo isso sempre voltado a otimizar os resultados gerados a partir da estratégia de Marketing.

Ao identificar quais técnicas são utilizadas em empresas que já construíram autoridade no mercado, sua empresa pode não só referenciar-se, mas também, analisar o seu próprio desempenho no mercado, focando em seus produtos, processos e serviços oferecidos.

Por mais que muitas vezes, referenciar possa soar como “copiar” ou “roubar ideias”, não é sobre isso que estamos falando. Essa prática não é errada e agrega valor para ambas as partes, afinal, possibilita que toda empresa tenha a oportunidade de se destacar no mercado.

Como dar o primeiro passo em direção ao Benchmarking?

Para avaliar seu negócio, comece decidindo quais áreas você deseja comparar. Selecione aqueles que são centrais para alcançar seus principais objetivos de negócios, como finanças, vendas ou margens. Por exemplo, você pode avaliar seus custos de negócios em relação às normas do setor.

Olhe para a mecânica do seu negócio. Quão bem você está usando a sua tecnologia, por exemplo? Outras empresas estão se beneficiando de novas formas para fazer as coisas? Pense em como os objetivos e processos de outras empresas podem beneficiar seus negócios.

Evite complicar demais sua abordagem, mantenha um ou dois indicadores-chave para avaliar. Quanto mais focada sua pesquisa, mais útil ela será.

Para lhe auxiliar nesse processo, separamos uma lista com algumas coisas que toda empresa precisa estar atenta para iniciar:

O dever começa em casa

Não só de estudar a concorrência que vive o benchmarking. É preciso, antes de tudo, estudar a sua própria empresa e a estratégia de Marketing que tem sido utilizada até então.

Dessa maneira, você pode identificar os processos que já apresentam um bom resultado e aprimorá-los, e principalmente: Analisar o que sua empresa pode estar fazendo de errado e descobrir como melhorar.

Nessa fase, você vai conseguir observar em que tipo de profissional precisa investir para agregar valor á sua equipe de trabalho.

Fora isso, definir quais objetivos se quer alcançar e construir um plano de ação é imprescindível para trazer resultados com o benchmarking.

Tenha um planejamento estratégico

Pensar em um plano de ação que auxilie na otimização dos resultados é um das primeiras coisas que as empresas devem pensar.

Nesse documento, a equipe responsável irá listar quais são as metas a serem atingidas, quais resultados são satisfatórios, prazos do início ou fim do projeto e orçamento necessário para ser implementado.

Defina sua equipe de trabalho

Acima de tudo, é fundamental que a equipe que esteja responsável por executar essa estratégia esteja alinhada com o plano de ação da sua empresa.

Não basta apenas analisar dados de forma genérica, é preciso ter profissionais com um bom perfil analítico para processar e interpretar esses dados da maneira correta.

A opinião do cliente segue sendo fundamental

É muito importante saber se a sua empresa está passando a imagem que você gostaria. Por isso, contar com a avaliação dos seus clientes pode ser uma boa forma de definir quais pontos devem ser melhorados e o que tem agradado.

Pensar em um canal para que essas perguntas sejam respondidas aumenta a credibilidade com o consumidor e também ajuda na obtenção do dados.

Aponte quem são suas referências

Um outro ponto fundamental para iniciar no benchmarking é saber identificar quais são as empresas do seu segmento que são vistas como referências no mercado.

Afinal, nenhum negócio existe sozinho. É importante saber quem são seus concorrentes atuais e futuros e como eles estão operando em seu mercado e em qualquer mercado em que você deseja expandir.

Você precisa decidir quais empresas irá analisar. Em um nível básico, você pode comparar seus dados com as normas publicadas do setor ou dados disponíveis em um serviço de consultoria, como o Índice de Referência.

Vale a pena comparar as suas operações com empresas também fora do seu setor que se destacam nas áreas que você quer medir. Analisar sua abordagem e adaptá-la pode ajudá-lo a superar os concorrentes.

Você também pode unir forças com outras empresas para que você possa realizar comparações em uma base contínua. É vital que você chegue a um acordo com um negócio (ou empresas) de tamanho e estrutura semelhantes e um com objetivos semelhantes.

É uma boa ideia elaborar um contrato de benchmarking com o seu parceiro. Isso deve incluir as informações que você deseja trocar e como elas serão usadas. Nunca peça informações que você não esteja preparado para compartilhar em troca.

Tenha em mente os indicadores

Saber quais indicadores focar na hora de analisar os dados é muito importante. Cada empresa pode eleger quais melhores métricas utilizar na hora da pesquisa.

Separamos alguns indicadores que podem te auxiliar nesse processo:

Custos: Contas de serviços públicos, salários, etc.

Principais indicadores de desempenho: Vendas por funcionário, margens de lucro bruto, etc.  Alguns indicadores podem exigir uma análise, como os níveis de satisfação do cliente ou a eficácia do treinamento da equipe.

Processos: Gerenciamento de estoque, controle de qualidade ou atendimento ao cliente.

Estratégia: Você pode aprender lições estratégicas de outras organizações.

Não esqueça que para pensar nos indicadores, é necessário já ter construído o plano de ação de benchmarking. Afinal, analisar todas as informações que de algum modo despertam interesse para os seus negócios, com certeza trará resultado em determinada área.

4 melhores práticas de benchmarking

O primeiro passo para o crescimento efetivo de seus negócios é avaliar como suas atuais vendas e eficiências operacionais se comparam a empresas semelhantes.

Ao estabelecer suas metas de negócios para o ano, não seria valioso saber quantos pedidos seus concorrentes processaram no ano passado? Ou em quantos canais diferentes eles estão vendendo e quais soluções de e-commerce estão utilizando?

O benchmarking não é bom apenas para avaliar onde sua empresa está hoje. Também pode ajudar a identificar onde as melhores oportunidades estão para expandir o mercado e melhorias operacionais.

Para estabelecer uma referência competitiva para o seu negócio, você deve:

1. Determine as principais métricas

Quais são os pontos de dados mais centrais para o seu negócio? Concentrar-se nas principais métricas de condução de negócios, como receita, volume de pedidos e custo das mercadorias vendidas, torna a pesquisa de concorrentes e a mensuração do sucesso muito mais clara.

O Benchmarking permite que você realize uma análise aprofundada dos seus concorrentes. Saber qual preço o seu concorrente cobra pelo mesmo serviço que o seu é importante para entender se a precificação do seu produto condiz com o mercado.

2. Pesquise e avalie os concorrentes

Como os seus concorrentes estão se diferenciando no mercado? Quais são os diferentes canais de vendas e tecnologias de varejo que estão utilizando? Esses são os tipos de perguntas que você precisa responder e as ações do concorrente que você precisa antecipar.

Visitar os canais de uma empresa concorrente é fundamental no processo de Benchmarking. Dessa forma, você pode analisar as estratégias, linguagem e o tipo de conteúdo que vem trazendo resultado.

3. Aproveite as ferramentas de benchmarking

Além dos relatórios de analistas de mercado caros, os dados que podem fornecer uma análise competitiva sobre como você está se saindo em relação a seus concorrentes são escassos.

Felizmente, existem ferramentas gratuitas, que estão disponíveis para facilitar o processo de pesquisa e descoberta.

Você pode contar, por exemplo, com uma plataforma chamada Ubersuggest.

Com ela, você pode analisar como outras empresas do mesmo segmento que o seu atuam no mundo do marketing digital. Isso auxilia no processo de compreender o que tem dado certo para outras empresas e como utilizar dessas mesmas técnicas para otimizar seu resultado.

Esse tipo de análise oferece informações necessárias sobre o que a sua persona consome na internet e quais são as principais pesquisas que realizam sobre empresas concorrentes.

Assim, você consegue ter uma visão mais ampla sobre resultados obtidos e tornar os objetivos dos eu plano de ação com benchmarking algo possível.

4. Desenvolva um plano prático

Quais informações sua pesquisa trouxe à luz para o seu negócio? Uma vez que você está claro sobre o que seus concorrentes estão fazendo e quais mudanças você precisa implementar para impulsionar o sucesso do negócio, é hora de determinar as principais metas para o ano e começar a desenvolver planos táticos para alcançar esses objetivos.

Certifique-se de acompanhar seu progresso semanal e mensalmente para confirmar que está atingindo marcos importantes.

Um bom plano de ação não é só sobre direcionar o que devemos executar. Ter um plano possibilita que ao ter metas concluídas se tenha dimensão do processo e do resultado obtido.

Não esqueça: Investir em Benchmarking pode tornar sua empresa cada vez mais competitiva e gerar credibilidade no mercado. 👊🏾

👍🏾 Curtiu o conteúdo? Acompanhe também nosso canal lá no YouTube, mas não se esqueça de ativar o sininho pra receber os próximos vídeos. 🔔

Aproveite e siga a gente no Instagram. 👌🏾

👋🏾 Receba nossos conteúdos

Um montão de gente inteligente deixou o e-mail aqui pra receber nossos conteúdos antes de todo mundo. Falta só você!
🔒 Relaxa, seus dados estão 100% protegidos.

Compartilhe aqui

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Este conteúdo foi escrito por
Equipe de Crescimento

Equipe de Crescimento

Conteúdo escrito pela nossa equipe de especialistas, que tem a missão de fornecer Informações e Dicas Poderosas sobre Transformação Digital em Marketing e Vendas de forma Acessível e Desburocratizada.

Deixe seu comentário

Leia também e aprenda mais

Seus resultados estão deixando você feliz?

Podemos conversar sobre sua operação de marketing e vendas pra descobrir quais pontos chaves podem ser melhorados com a Transformação Digital, de acordo com seus objetivos e metas. Vamos?
Growthboard - Transformação Digital em Marketing e Vendas
Rolar para cima

E-mail cadastrado com sucesso!

A partir de agora você receberá nossos conteúdos sempre que saírem. Aproveite e confira o e-mail de boas vindas que acabamos de te enviar.
Se não recebeu, confira sua caixa de SPAM ou Lixo Eletrônico.
Logo Marketing de Crescimento White

Continue aprendendo com nossos conteúdos

Deixe seu e-mail aqui embaixo e esteja sempre por dentro dos nossos melhores conteúdos 👇🏾👇🏾