Benchmarking: O Que é e Por que Sua Empresa Deve Começar a Usá-lo

Benchmarking: O Que é e Por que Sua Empresa Deve Começar a Usá-lo

Em vez de ser um exercício inútil na análise de dados, o benchmarking pode ajudá-lo a identificar áreas em que você pode fazer alterações e tornar sua empresa mais lucrativa. Dá-lhe uma visão sobre diferentes formas de trabalho, o que pode dar-lhe uma vantagem sobre a concorrência.

Para avaliar seu negócio, comece decidindo quais áreas você deseja comparar. Selecione aqueles que são centrais para alcançar seus principais objetivos de negócios, como finanças, vendas ou margens. Por exemplo, você pode avaliar seus custos de negócios em relação às normas do setor.

Olhe para a mecânica do seu negócio. Quão bem você está usando sua tecnologia, por exemplo? Outras empresas estão se beneficiando de novas formas de fazer as coisas? Pense em como os objetivos e processos de outras empresas podem beneficiar seus negócios.

Evite complicar demais sua abordagem – mantenha um ou dois indicadores-chave para avaliar. Quanto mais focada sua pesquisa, mais útil ela será.

Os indicadores de benchmarking incluem:

• Custos (por exemplo, contas de serviços públicos, salários, etc.).

• Principais indicadores de desempenho (por exemplo, vendas por funcionário, margens de lucro bruto, etc.). Alguns indicadores podem exigir uma análise, como os níveis de satisfação do cliente ou a eficácia do treinamento da equipe.

• Processos (por exemplo, gerenciamento de estoque, controle de qualidade ou atendimento ao cliente).

• Estratégia – você pode aprender lições estratégicas de outras organizações.

Encontrando informações de benchmarking

Você precisa decidir em quais empresas você irá avaliar sua empresa. Em um nível básico, você pode comparar seus dados com as normas publicadas do setor ou dados disponíveis em um serviço de consultoria, como o Índice de Referência.

Vale a pena comparar as suas operações com empresas fora do seu setor que se destacam nas áreas que você quer medir. Analisar sua abordagem e adaptá-la pode ajudá-lo a superar os concorrentes.

Você também pode unir forças com outras empresas para que você possa realizar comparações em uma base contínua. É vital que você chegue a um acordo com um negócio (ou empresas) de tamanho e estrutura semelhantes – e um com objetivos semelhantes. Sua associação comercial ou organização local de suporte a negócios pode ajudá-lo a encontrar um parceiro desse tipo ou recomendar um assessor ou outro serviço em seu setor.

É uma boa ideia elaborar um contrato de benchmarking com o seu parceiro. Isso deve incluir as informações que você deseja trocar e como elas serão usadas. Nunca peça informações que você não esteja preparado para compartilhar em troca.

5 melhores práticas de benchmarking

O primeiro passo para o crescimento efetivo de seus negócios é avaliar como suas atuais vendas e eficiências operacionais se comparam a empresas semelhantes. Ao estabelecer suas metas de negócios para o ano, não seria valioso saber quantos pedidos seus concorrentes processaram no ano passado? Ou em quantos canais diferentes eles estão vendendo e quais soluções de e-commerce estão utilizando? E o benchmarking não é bom apenas para avaliar onde sua empresa está hoje. Também pode ajudar a identificar onde as melhores oportunidades estão para expandir o mercado e melhorias operacionais.

Para estabelecer uma referência competitiva para o seu negócio, você deve:

1. Determine as principais métricas: quais são os pontos de dados mais centrais para o seu negócio? Concentrar-se nas principais métricas de condução de negócios, como receita, volume de pedidos e custo das mercadorias vendidas, torna a pesquisa de concorrentes e a mensuração do sucesso muito mais clara.

2. Identifique os concorrentes: nenhum negócio existe no vácuo. É importante saber quem são seus concorrentes atuais e futuros e como eles estão operando em seu mercado e em qualquer mercado em que você deseja expandir.

3. Pesquise e avalie os concorrentes: como os seus concorrentes estão se diferenciando no mercado? Quais são os diferentes canais de vendas e tecnologias de varejo que estão utilizando? Esses são os tipos de perguntas que você precisa responder e as ações do concorrente que você precisa antecipar.

4. Aproveite as ferramentas de benchmarking: além dos relatórios de analistas de mercado caros, os dados que podem fornecer uma análise competitiva sobre como você está se saindo em relação a seus concorrentes são escassos. Felizmente, existem ferramentas gratuitas, que estão se tornando disponíveis para facilitar o processo de pesquisa e descoberta.

5. Desenvolva um plano prático: quais informações sua pesquisa trouxe à luz para o seu negócio? Uma vez que você está claro sobre o que seus concorrentes estão fazendo e quais mudanças você precisa implementar para impulsionar o sucesso do negócio, é hora de determinar as principais metas para o ano e começar a desenvolver planos táticos para alcançar esses objetivos. Certifique-se de acompanhar seu progresso semanal e mensalmente para confirmar que está atingindo marcos importantes.

Como você tem aplicado o benchmarking a favor do seu negócio? Conta pra gente aqui embaixo nos comentários.

Deixe seu comentário