19 Canais de Tração Pra Elevar Suas Estratégias de Marketing de Crescimento Pra Outro Nível

Estratégias de Growth Hacking
Descubra agora como cada uma das 19 estratégias de Growth Hacking funcionam e como utilizá-las para alavancar os resultados da sua empresa.
👇🏾 O que você verá neste artigo:

Quando falamos em alcançar resultados através do Marketing, buscamos sempre lembrar que não existem fórmulas mágicas para atingi-los. Para isso, é preciso conhecer todas as estratégias de Growth Hacking e testá-las a partir da realidade da sua empresa.

Como um dos nossos pilares é desburocratizar e tornar acessível o mundo do marketing e a sua linguagem, de cara já vamos desmistificar mais esse termo em inglês.

Growth Hacking, nada mais é, segundo Sean Ellis, que um marketing orientado a experimentos. Ou seja, buscar um crescimento para a sua empresa através de experimentos, análises e tentativas.

Pensando em te ajudar nisso, separei as 19 estratégias de Growth Hacking, também conhecidos como 19 canais de tração que podem auxiliar na hora de otimizar os resultados da sua empresa.

Continue a leitura! ✌🏾

Canais de tração e estratégias de Growth Hacking, como tudo começou?

Antes de tudo, é muito importante compreender como os canais de tração e estratégias de Growth Hacking começaram a ser trabalhados como uma grande possibilidade no mundo do marketing.

Talvez você ainda não conheça o livro “Traction – A Startup Guide to Getting Customers”, traduzindo de forma livre, “Tração – Para direcionar rumo ao crescimento”.

Se você ainda não leu, sugiro que inclua na sua lista de livros importantes para o futuro do seu negócio, ok? 😉

Os autores, Gabriel Weinberg e Justin Mares, entrevistaram fundadores (as) de startups de sucesso e assim, conseguiram definir quais são os 19 canais de tração que devem ser experimentados por uma empresa na busca de bons resultados.

Agora que você já sabe como surgiu tudo isso, vamos ao que interessa. Conheça agora os 19 canais de tração:

Os 19 canais de tração como múltiplas possibilidades de Growth Hacking

Agora é a hora de conhecer quais são as estratégias e como explorá-las. Lembre-se que é muito importante sempre levar em consideração qual a realidade da sua empresa.

Além disso, antes de criar expectativas através do resultado de outras empresas, lembre-se que não é porque funcionou com outro negócio, que você conseguirá o mesmo resultado com determinado canal.

Não é possível saber antes de testar quais irão funcionar melhor. Por isso, o melhor de tudo é analisar todos eles e descobrir.

1. Marketing de influenciadores

Essa primeira estratégia de Growth Hacking vai de encontro com a onda dos influenciadores.

Sabe aquele perfil do instagram que você acompanha? Esses são os famosos digitais influencer.

Ou seja, procurar um influenciador que tenha tudo a ver com o produto que você vende é essencial.

Afinal, não adianta divulgar o seu produto com alguém que não tenha nada em comum com o que você vende ou com o posicionamento da sua marca.

Para obter sucesso a partir desse canal, é importante garantir a naturalidade da divulgação e ter proximidade com o público daquela pessoa.

Uma boa forma de explorar esse canal é investindo em guest post, publi post e banners, por exemplo.

2. Construção de comunidades

O segundo canal de tração fala sobre criar comunidades para o seu nicho.

Aproximar pessoas que se identifiquem com a sua marca ou que estejam interessados em seu produto é uma boa forma de interagir com o seu público.

Sabe os famosos grupos no WhatsApp, Telegram, Slack, Facebook ou LinkedIn? São eles!

Além dessas plataformas, também é possível criar comunidades em plataformas próprias, como a tribe.com, por exemplo.

3. Desenvolvimento de parcerias

Construir relações de parcerias com empresas e profissionais parceiros pode trazer bons resultados.

Fazer alianças inteligentes pode auxiliar na hora de prospectar novos clientes, na indicação e no redirecionamento para o seu site.

Para explorar esse canal, você pode entrar em contato com outras empresas e propor a construção de materiais e organização de eventos em conjunto.

4. E-mail marketing

Como o nome orienta, esse canal é uma tática de Marketing Digital que se baseia na comunicação entre uma empresa e seus leads, através de e-mail.

Aqui, você configura e-mails a serem disparados para seus potenciais clientes. Lembre-se como a automação é importante e como personalizar esses e-mails pode atrair e melhorar o relacionamento com o público.

Para o envio desses e-mails, você pode integrar esse canal com a captura de leads e construir a sua própria base de contatos.

Aqui você pode fornecer conteúdos informativos, enviar convites para eventos, mensagens personalizadas e, de forma moderada, divulgar os seus produtos e serviços.

Dica: Não confuda esse canal com spam!

5. Engenharia como marketing

Esse canal é focado em construir algo para usuários qualificados. Aqui, você deve oferecer alguma ferramenta gratuita usando a tecnologia como oferta de valor.

Isso resulta em um trabalho em equipe muito grande com um objetivo em comum: obter leads.

Para isso, normalmente você integra a equipe de programação, T.I e produto e lança uma ferramenta ou página na web focada em capturar leads.

Um exemplo disso é o gerador online de assinaturas de e-mail.

6. Eventos próprios

A ideia desse canal é promover e organizar eventos que sejam relevantes para o seu público.

Imagine uma empresa que trabalha com a produção de conteúdos com foco em saúde. Construir um evento que reúna profissionais da área e promover boas discussões em torno da temática pode incentivar o consumo do seu produto.

7. Feiras e eventos externos

Diferente do outro canal que prevê a organização de um evento, esse já fala sobre participar de eventos do seu segmento.

As famosas feiras de negócios, que podem te auxiliar não só com as vendas, mas também em networking, estar perto da concorrência e analisar suas estratégias, interagir diretamente com clientes e o principal: mostrar como a sua marca é inovadora e atrativa.

8. Marketing de conteúdo

Esse é um dos canais queridinhos dos profissionais de marketing. Já sabemos a importância de produzir conteúdos relevantes para conseguir engajar o público alvo e atrair potenciais clientes.

Aqui falamos novamente em inovação. É preciso oferecer ao usuário conteúdos e materiais que agreguem valor sobre determinado tema, como é o caso daqueles eBooks que você baixa após a leitura de um conteúdo, infográficos, podcasts, entre tantos outros.

Ou seja, você não precisa vender mais uma vez o seu produto. Aqui, você atrai o seu público alvo com a oferta de conteúdos valiosos, então não é sobre ser invasivo, mas sim atrativo, ok?

Você identifica quais são os interesses e necessidades que a sua persona possui e soluciona suas dores com bons conteúdos.

Uma boa forma de explorar esse canal é com blog posts, vídeos, infográficos, social posts, podcasts e webinars.

9. Marketing de referência

Uma das estratégias de Growth Hacking significa investir em marketing de referência. Isso significa construir estratégias para que o seu próprio consumidor indique seu produto ou serviço.

Isso faz com que suas vendas aumentem, potencializando o contato com o público alvo do seu produto, aproveitando para viralizar e espalhar informação.

Sabe quando um conteúdo, ação publicitária ou post em mídias sociais faz tanto sentido, que o usuário além de consumir a mensagem, passa adiante? O famoso conteúdo viral? Isso atua da mesma forma aqui!

Uma boa forma de explorar esse canal,  são aquelas campanhas que oferecem brindes a quem trouxer uma outra pessoa para realizar o serviço ou quando para economizar em uma viagem de aplicativo, como a Uber, que você compartilha seu próprio cupom com um amigo.

10. Marketing nos mecanismos de busca (SEM)

Esse canal fala de mais uma sigla em inglês. Search Engine Marketing (SEM) que no português significa ”marketing de busca”.

Aqui reunimos quais são as melhores formas para que o seu site possa ser melhor posicionado no Google. Lembra aquela história de ser a solução para as dores dos seus consumidores?

Garantir que o seu site esteja entre os primeiros resultados é importante. Para isso, você possui duas opções: a busca orgânica ou investir em links patrocinados.

Uma boa forma de explorar esse canal é investindo em anúncios no Google Pesquisas e outros buscadores.

11. Otimização nos mecanismos de busca (SEO)

Esse aqui é outro queridinho das equipes de marketing digital e provavelmente você já ouviu falar. SEO ou Search Engine Optimization (Otimização nos mecanismos de busca) já é uma estratégia muito trabalhada pelas empresas.

Com esse canal, é preciso entender como os buscadores funcionam e trabalhar em prol de um melhor posicionamento.

Em outras palavras, essa otimização é utilizada para garantir que o seu conteúdo seja lançado no formato ideal, tornando-o como a resposta procurada pelo usuário.

Ou seja, garantir que todos os seus conteúdos estejam em concordância com as métricas de SEO é muito importante e possibilita melhorar o ranqueamento do seu site.

12. Palestras

Lembra como construir autoridade e credibilidade com o seu público alvo é importante? Esse canal vai de encontro com isso.

Focar nesses pontos auxilia em um melhor relacionamento com os consumidores e torna sua marca personificada.

Você pode explorar esse canal por meio de conferências TED ou webinars, por exemplo. Mas lembre-se: Não basta só falar sobre o seu produto e sua empresa, é importante contar uma boa história e agregar valor.

Isso faz com que as pessoas confiem em você naturalmente 😉

13. Plataformas existentes (marketplaces)

Com esse canal você deve investir em plataformas que já existam, aproveitando-as para melhorar o crescimento da sua empresa e aumentar a visibilidade. É importante estar onde seu público está.

Isso inclui plataformas como o Facebook e Instagram, por exemplo. Lembre-se que o importante é utilizá-las para auxiliar no crescimento, mas não depender única e exclusivamente delas.

Afinal, plataformas entram em decadência e não é isso que você espera para o seu negócio, certo?

Mas não foque somente nos marketplaces de mídias sociais. As plataformas próprias, como Mercado Livre e Magazine Luiza seguem sendo uma boa opção.

14. Programas de afiliados

O programa de afiliados é uma estratégia de marketing na qual se faz a divulgação de produtos digitais de outros produtores de conteúdo e é paga uma comissão para quem efetuar a venda.

Através de redes sociais, blog, ou site, é anunciado o produto e você é remunerado sempre que concluir uma venda a partir do seu link.

Com esse canal, você basicamente convida pessoas para vender o seu produto e dá algo em troca a quem faz essa venda, ou seja, é uma maneira lucrativa de trabalhar com a internet, vender e ainda alcançar mais visibilidade.

15. Publicidade nas mídias sociais e display

Com esse canal, você pode aproveitar as mídias sociais para publicizar o seu produto e ainda de quebra construir um relacionamento com o público alvo da sua marca.

Uma forma de colocar em prática esse canal, é criando anúncios no Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter, TikTok, anúncios nativos (Outbrain), Google Ads Display (Youtube e outros sites).

16. Publicidade offline

Se você já possui algum conhecimento sobre marketing, pode estar se perguntando: Será que publicidade offline ainda é útil?

A resposta é sim! Eu sei que parece um pouco fora da realidade né? Mas, acredite, a mídia offline ainda é muito eficaz.

Aquele anúncio na TV, spots de rádio, outdoors, comerciais, jornais e até os panfletos que você recebe na rua são bons exemplos disso. Estes canais podem ser valiosos em campanhas locais ou a nível nacional.

17. Relações públicas e assessoria

Esse canal é aquele tipo de lembrete que a gente sempre precisa: Quem é visto, é lembrado.

Mas para além disso, como a sua empresa é vista também é importante. As relações públicas e o trabalho de assessoria podem te auxiliar nesse processo. Afinal, tornam seu produto, serviço ou marca conhecido, através das mídias e do marketing de influenciadores.

Isso também retorna aquele velho papo sobre como é necessário, para a construção da credibilidade de uma empresa, produzir conteúdos que agreguem valor e que podem ser compartilhados com o seu público.

18. Relações públicas não convencionais

Esse canal fala sobre impressionar e chamar a atenção para agradar seus consumidores. Ou seja, nada que seja mais do mesmo. Aqui é necessário inovar.

Esse canal orienta que você interaja com o seu público alvo de uma maneira fora do tradicional.

C0mo por exemplo, um comentário de alguém no Twitter sobre o seu produto. Uma resposta personalizada da empresa pode ser muito bem vista.

Outras formas de você explorar esse canal é investindo em marketing viral, ideais que geram mídia espontânea, comentários em blogs e comunidades e com respostas a perguntas em fóruns.

19. Venda direta e prospecção

Essa estratégia de Growth Hacking foca no processo de vendas. É o famoso: já tenho meu produto e agora como eu vendo?

A partir desse canal, você pode criar estratégias para incentivar que seus clientes trilhem a jornada de compra completa e principalmente: desburocratizar esse processo, potencializando a autonomia do usuário e entregando materiais que agreguem valor.

Para explorar esse canal, você pode abordar diretamente uma empresa focando em vender seu produto ou serviço.

Quais são os maiores erros da empresa na hora de pensar em estratégias de Growth Hacking?

Depois de conhecer todos os 19 canais de tração, é importante saber quais são os maiores erros que podem ser cometidos na hora de colocá-los em prática.

Muitas vezes, focamos apenas nos canais básicos, como é o caso de investir em SEO e não aproveitamos todas as possibilidades que outros canais de tração podem nos oferecer.

”E aí Maria, existe uma forma correta de pensar em estratégias de Growth Hacking?” Não! Mas existe uma dica muito importante: Teste os diferentes canais como estratégia de mensuração de resultados!

Dessa forma, quando um canal não funciona você parte para outro e quando funciona, você consegue compreender quais foram os pontos que deram certo.

Mais uma vez voltamos para a história sobre a receita de bolo. Para alcançar seus objetivos com marketing, é importante entender que o trabalho é constante e potencializar a cultura de experimentação pode fazer toda a diferença no futuro.

Então anota aí o passo a passo: tenha em mente todos os 19 canais de tração que você pode explorar, teste-os e saiba como medir os resultados.

. . .

👍🏾 Curtiu o conteúdo? Acompanhe também nosso canal lá no YouTube, mas não se esqueça de ativar o sininho 🔔 pra receber os próximos vídeos.

Aproveite e siga a gente no Instagram. 👌🏾

Compartilhe o conteúdo

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Este conteúdo foi escrito por
Maria Carolina

Maria Carolina

Passou pela história e pela pedagogia, mas foi no Marketing que se encontrou. Do pé que brotou Maria, nasceu Oyá Denan. Mulher negra, Ìyàwó, tem pimenta na boca, dendê nas veias e escolheu ser vento sul em Salvador. Apaixonada por poesia, escreve para que suas palavras ecoem.

Receba nossos conteúdos 👇🏾

Um montão de gente inteligente deixou o email aqui pra receber nossos conteúdos antes de todo mundo. Falta só você!
🔒 Seus dados estão 100% protegidos e jamais serão compartilhados. Ao se cadastrar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Leia também e aprenda mais

Seus resultados estão deixando você realmente feliz?

Podemos conversar sobre sua operação de marketing e vendas pra descobrir quais pontos chaves podem ser melhorados com a Transformação Digital, de acordo com seus objetivos e metas. Vamos?
Marketing de Crescimento - Transformação Digital em Marketing e Vendas
Rolar para cima

E-mail cadastrado com sucesso!

A partir de agora você receberá nossos conteúdos sempre que saírem. Aproveite e confira o e-mail de boas vindas que acabamos de te enviar.
⚠️ Não recebeu? Então confira sua caixa de Promoções ou de SPAM e marque nosso e-mail como confiável — Estrela ⭐
eBook Técnicas de Vendas - Marketing de Crescimento
⬇️ Baixe Grátis seu eBook e venda melhor:

Dê Play e Assista a Aula Exclusiva sobre Prospecção Digital

✅ Esta aula faz parte do curso “Máquina de Vendas: RD Station CRM + Prospecção no LinkedIn”, onde você pode aprender a aplicar a Transformação Digital em Vendas B2B pra Prospectar, Gerenciar e Otimizar seu Processo com o Poder da Tecnologia.

Material enviado com sucesso!

O link no seu email expirará em:
Minutos
Segundos
⚠️ Não recebeu? Confira sua caixa de Promoções ou SPAM e marque nosso e-mail como confiável — ⭐ Estrela