Fluxo de Nutrição: Uma Função Vital da Estratégia de Marketing Digital

Fluxo de Nutrição: Uma Função Vital da Estratégia de Marketing Digital

Criar e nutrir um relacionamento com os clientes é o norte para qualquer ação de Marketing eficiente. Por isso, na atualidade é preciso equilibrar as formas disponíveis para aproximação entre empresa e público-alvo.

Enviar e-mails, por exemplo, serve de complemento às ações de atração focadas na produção de conteúdo. Particularmente porque se trata de uma prática onde os materiais de interesse são tratados de forma mais personalizada.

Neste sentido, você conhece a importância de um bom fluxo de nutrição de e-mail marketing?

Esta forma de prolongar o contato com a audiência ajuda a conduzir os leads através do funil de vendas. Também está ligada à manutenção das conversões.

É claro que o envio de e-mails para uma base de contatos não é novidade no meio digital. Há 10 anos a prática já era difundida e adotada pelas organizações.

A sua natureza, no entanto, era muito diferente daquilo que hoje praticamos.

que significa dizer: simplesmente enviar e-mails não basta. Este material deve engajar o público para que a conversão seja alcançada.

Quanto à eficiência, sabemos que o e-mail marketing pode atingir resultados 40 vezes maiores do que as principais redes sociais. É o que nos informa a consultoria McKinsey.

Ainda assim, não é toda campanha feita por e-mail que se enquadrará na categoria aqui tratada. Vamos entender melhor o fluxo de nutrição a seguir.

Entenda melhor o fluxo de nutrição

O fluxo de nutrição é também conhecido como Workflow. A prática nada mais é do que uma estratégia que busca conduzir o lead pelo funil de vendas.

Para que o objetivo seja atingido, utilizam-se ações de e-mail marketing. Via de regra, este é um caminho para encurtar o processo de conversão.

O poder de segmentação aqui empregado é, também, de grande utilidade para o cliente. Afinal, este recebe a empresa no momento em que mais precisa de uma solução específica.

Antes de chegar ao oferecimento do produto ou serviço propriamente dito é preciso seguir alguns parâmetros.

Sabemos que a nutrição daquilo que a empresa oferece será possível apenas se for agregado valor à oferta. É aí que a produção de conteúdo relevante irá ser incorporada à prática de enviar e-mails.

Com o tempo, será construída no lead a consciência de que sua solução é ideal para as necessidades dele. Por fim, e para que tudo isso seja eficaz, os fluxos de nutrição devem ser altamente segmentados.

Isso significa que, quanto mais personalizada for a comunicação dedicada ao cliente nos e-mails, melhor o resultado.

Resumindo o processo do workflow: é preciso fortalecer e nutrir o seu relacionamento com o cliente. Para isso, conteúdo relevante é fundamental.

Como criar este material? Por meio do valor que será agregado ao cliente e por meio de informação personalizada; esta é a essência do Marketing de Conteúdo.

Agora, vamos responder a grande questão deste artigo.

Qual a importância de um bom fluxo de nutrição de e-mail?

A esta altura, você já deve ter compreendido algumas coisas sobre a importância do fluxo de nutrição de e-mail marketing. Como, por exemplo, que ele é fundamental para construir um relacionamento com a audiência.

Além disso, vale a pena mencionar outra vez a eficiência desta estratégia na conversão de leads.

Complementando o levantamento de McKinsey, está uma pesquisa da Marketing Sherpa.

Segundo a empresa, muitas estratégias de e-mail marketing falham no intento de converter leads em vendas. Um percentual que pode chegar a 79% dos clientes potenciais.

O estudo aponta também que o resultado negativo é causado por descuidos no fluxo de nutrição. É perfeitamente cabível que uma pessoa considere o seu conteúdo relevante e mesmo assim não trave negócios com a empresa.

O que falta? Justamente a condução deste indivíduo pelo funil de vendas.

Conquistar o consumidor moderno é uma tarefa complexa. Para que o cliente seja o centro das suas estratégias, é preciso entender como funciona a mente do lead.

Não menos importante é estar preparado para os fluxos e refluxos naturais do processo de vendas. Ou seja, entender que muitas vezes o cliente vai retroceder nas etapas do funil por não estar preparado para negociar.

Aqui é onde a personalização fará maior diferença. Pois se a organização possui conexão afetiva com os leads, e os conhece detidamente, pode oferecer o conteúdo certo, no momento mais adequado.

Diga aí, o fluxo de nutrição já faz parte da sua estratégia de marketing digital? Deixe aqui embaixo nos comentários.

Deixe seu comentário